sexta-feira, 17 de agosto de 2018






Depois de três dias completamente envolvida na história de Sira, foi tempo de seguir em frente e começar finalmente a ver As Telefonistas. E foi assim que passei mais três dias empolgada com estas quatro mulheres, tão distintas, que criam uma ligação de amizade sem igual.
É mais uma série que se vê num abrir e fechar de olhos, que nos seduz e cativa, transportando-nos para outros tempos. É leve e encantadora, mas também crítica e revoltante. Não deixem de a ver.

sexta-feira, 10 de agosto de 2018








Este blogue é a minha casa, o meu lar e no entanto há dias em que fujo, em que não em apetece escrever ou partilhar, em que me apetece desistir. Em que penso que este espaço não faz sentido, não me leva a lugar algum. Mas depois, existem outros dias, em que me perco por aqui e percebo o quanto este blogue é o meu eu. Mesmo que possam não o perceber, mesmo que pensem que são apenas imagens, palavras, músicas atiradas para aqui, não o são. São palavras que me saem diretamente do coração, músicas que me tocam, filmes, séries, livros que me dizem algo, pessoas, locais e projetos que me inspiram, imagens que resultam da união do meu olhar com as minhas mãos.
Esta é a minha casa, o meu lar e não tem que me levar a lugar nenhum. Não tem que fazer sentido ou integrar-se no mundo da blogosfera. Não tem que ser perfeito ou ter um ar profissional. Este é o meu mundo e tem apenas que me fazer sentir que existe por mim, para mim e para todos aqueles que de alguma forma se possam sentir em casa por aqui. 




quinta-feira, 9 de agosto de 2018




Um olhar, um toque, é tudo quanto basta.
O coração explode, o corpo treme, o mundo para de girar.
Ali naquele olhar, profundo, intenso, tudo  muda, para sempre.
Ali, naquele abraço, colo que ampara e conforta, duas almas fundem-se, para sempre.

Um olhar, um toque, é tudo quanto basta.



terça-feira, 7 de agosto de 2018